Uma reflexão alusiva ao dia Internacional da Igualdade Feminina.


Você sabia que ontem, dia 26 de agosto, foi celebrado o Dia Internacional da Igualdade Feminina? Que legal até o presidente Obama fez um pronunciamento a respeito!

Neste dia memorável que revisita a história de tantas lutas que tem acumulado algumas boas vitórias em diferentes países, a luta pela igualdade feminina é uma conquista distante para muitos povos e  nações. Estive pesquisando na web algum artigo interessante que agregasse informação e conhecimento para compartilhar aqui, para minha surpresa encontrei pouca coisa.

Eureca, achei e vale a pena recomendar, pois é só um parágrafo e tem um podcast de uns 3min de uma entrevista bem legal de Isabela Castro, no programa Multicultura da teve educativa baiana, IRDEB, com a Prof. Ana Alice coordenadora de pós graduação do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a mulher neste link:http://www.irdeb.ba.gov.br/multicultura/?p=9322

No Brasil houve avanços no rumo da igualdade notadamente no plano legal, como os preceitos constitucionais que conferem igualdade jurídica à mulher, a criação de Delegacias Especiais de proteção à Mulher ao longo dos anos 80-90 e o advento da lei Maria da Penha, as quais impactaram na redução da violência doméstica. Outro bom sinal de evolução é o sensível aumento da participação de mulher nos altos postos do governo, culminando com a escolha democrática popular de uma mulher para a presidência do país – mas ainda é  baixo o índice de representação da participação de mulheres nos partidos políticos. Como disse a professora Ana, o principal são ações sociais que catalizem a mudança de mentalidade no contexto cultural do povo brasileiro.

Ainda há muito para lutar e conquistar no que tange a igualdade feminina, no cotidiano profissional, na isonomia salarial, e face à mentalidade retrógrada que tratar a mulher de modo desigual e até desumano, como em alguns países do oriente, onde a mulher costuma ser relegada a um plano inferior. Nossas orações de protestos mentais aliadas à atitudes coerentes farão a diferença e contribuíram para ampliar a consciência social da igualdade feminina, em todo o globo, bem como para erradicar a mazela do tráfico de mulheres para exploração e privação de sua liberdade.

Sobre Jackson Guterres

Sou um Cientista Cristão brasileiro atuando como Praticista da Ciência Cristã na cidade de Salvador, capital da Bahia, no Brasil.
Esse post foi publicado em Dia memorável e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s