A DUA, Arquivística Social e Qualidade de Vida

Artigo de minha autoria publicado pela revista Archeion Online, clique no link abaixo para visualizar o artigo em PDF: 

A DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE ARQUIVOS, SUA ARQUIVÍSTICA SOCIALIZANTE E A QUALIDADE DE VIDA

THE UNIVERSAL DECLARATION ON ARCHIVES, ITS SOCIALIZING ARCHIVAL AND QUALITY OF LIFE

RESUMO

Uma reflexão sobre a Declaração Universal sobre os Arquivos (DUA), sua colaboração na difusão do caráter singular e fundamental dos arquivos à opinião pública, do livre acesso e do profissional arquivista na preservação do patrimônio documental. A DUA e sua contribuição à compreensão da consciência social de uma arquivística mais socializante, solidária e de que a preservação documental precisa ser contemplada como uma responsabilidade coletiva de toda a sociedade: governança, gestores, público, e não só dos
arquivistas. A premência de compreender que preservar os registros das atividades humanas, do presente, servirá de base de conhecimento para todas de decisões futuras, na preservação da memória e impactará na qualidade de vida dos cidadãos.

Palavras-chave: Declaração Universal sobre Arquivos. Consciência social. Qualidade de vida.

Clique aqui para visualizar o artigo em PDF: DUA Arquivística Social e Qualidade de Vida

Observação como ele foi escrito em 2013, precisa de algumas atualizações como o número de traduções da DUA que está em 36 idiomas e não mais 13 como era no ano que o texto foi escrito.

Archeion Online, João Pessoa, v.1, n.1, p. 53-61, jul./dez. 2013

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s