ABARQ noticia o falecimento do ilustre professor Luís Carlos Lopes

Professor Dr. Luís Carlos Lopes

Prof. Luis Carlos Lopes – Saudades

A Abarq comunica com pesar o falecimento do Prof. Luis Carlos Lopes, ocorrido em abril, na Espanha.

O Prof. Luis Carlos é autor de diversos livros na área arquivística e deixou sua contribuição como um dos fundadores do curso de Arquivologia, da Universidade de Brasília. 

Fonte: Blog ABARQ

Em memoriam: Uma homenagem ao ilustre Professor! Arquiteto da Arquivópolis, Documentolândia ou Judicilândia!

Agradeço em nome da comunidade de estudantes acadêmicos, Arquivistas brasileiros e globais as grandes ideias e toda a produção intelectual do ilustre professor, doutor, historiador, cientista da informação, escritor, teórico e ativista: LUÍS CARLOS LOPES que me acompanhou espiritualmente e despertou, em minha mente despontante de Arquivista acadêmico, grande empatia deste o primeiro semestre, por sua sagacidade, coragem moral de quebrar paradigmas e lançar novas ideias emergentes em artigos brilhante e ontológicos como o emblemático que tocou de um modo incomparável e grande autoridade na questão das massas documentais acumuladas e da polêmica da eliminação – a qual é uma rotina normal e salutar dentro do processo documental nos arquivos e da metodologia técnico-científica da Arquivologia. Acesse e lei aqui: Arquivópolis: Uma Utopia Pós-Moderna   

Eis duas citações do texto que é uma utopia pós-moderna de 1993, mas que ninguém duvida que é mais atual do que nunca:

“A solução definitiva do problema só é possível com o tratamento da doença na origem:  os  arquivos  correntes. As massas documentais existem, porque os documentos na fase corrente não foram objeto de tratamento técnico-científico. Um arquivo ativo que seja organizado de acordo com um  plano de classificação de documentos e que tenha o seu ciclo vital determinado por uma tabela de temporalidade não gerará uma massa documental acumulada.” (Lopes, 1993)

“Um outro front é vencer a resistência dos mais conservadores que acham que se deve guardar tudo ou quase tudo. Aqueles que resistem aos fatos de que não é possível organizar, sem avaliar e descartar. Não é casual que, nos países onde os arquivos são mais cuidados, os percentuais de descarte sejam muito elevados. Nos Estados Unidos, chega-se a eliminar 98% dos documentos gerados pelo setor público, sem perdas substantivas para as questões administrativas e legais ou para a memória nacional. No Canadá, 95%, na França, 60%. Obviamente que estes índices são relativos, incluem as mil e uma cópia e as peculiaridades dos serviços administrativos e técnicos de cada um destes países. Se chegássemos ao percentual francês, tudo feito com muito critério,  já estaríamos, nesta área, com um pé no primeiro mundo. Para tanto, teríamos de, como lá, poder influir na produção documental como um todo. Não nos cabe somente classificar e avaliar. Temos também, a missão de orientar a forma mais econômica e racional de gerar documentos, influindo, por exemplo, na produção de formulários, correspondências, relatórios, fotografias, documentos microfílmicos e registros informatizados.” (Lopes, 1993)

Sobre Jackson Guterres

Sou um Cientista Cristão brasileiro atuando como Praticista da Ciência Cristã na cidade de Salvador, capital da Bahia, no Brasil.
Esse post foi publicado em ÍCONES DA ARQUIVOLOGIA NACIONAL e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para ABARQ noticia o falecimento do ilustre professor Luís Carlos Lopes

  1. Pingback: Que tal uma campanha: “Desentranhar é legal!!!” visando a redução do volume. | Arquivística Social – o futuro começa agora!

  2. Edguimar disse:

    Quanto mais leio a produção do professor Luis Carlos, mais apaixono por suas propostas. Foi uma perda muito grande para a arquivologia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s