É oficial: a Internet esgotou seus endereços IPs!

San Jose Mercury News/NewsCom

Em 3 de fevereiro, finalmente aconteceu o imponderável, esse foi o dia em que o estoque de endereços de protocolo de Internet que são usadas para identificar e localizar computadores, conectados à Internet, números de telefone do mundo on-line, chegou a seu total esgotamento. Um sinal dos tempos!!!

O problema é que o atual sistema de endereços IP, IPv4 utiliza endereços numéricos que são 32 bits que dá um total de pouco mais de 4 bilhões de números, que lembra muito quando o IPv4 foi introduzido, em 1981. Mas agora há 7 bilhões de pessoas na Terra, e cada dia aumenta mais.  E novos dispositivos surgem conectados a rede o tempo todo. Felizmente, os engenheiros perceberam as limitações do IPv4 há muito tempo e desenvolveram um sucessor, chamado IPv6, em 1998.(Houve uma tentativa anterior: o IPv5, que era um sistema experimental que nunca veio a público.)

O IPv6 usa 128 bits em vez de 32, produzindo um conjunto de números que é incrivelmente grande, cerca de 3,4 x 10 elevado a 38, ou 48 endereços octillion para cada pessoa na Terra. O problema é que, embora a maioria dos servidores e todos os principais sistemas operacionais já terem o suporte para o IPv6, prestadores de serviços da Internet estão muito em marcha lenta no seu upgrade tecnológico!

VEJA TAMBÉM: Os 10 usos mais estranhos de um Smartphone

Eis o problema para os provedores: os dois esquemas de endereçamento não são diretamente compatíveis, o que significa que seria necessário um investimento significativo para permitir aos usuários do protocolo IPv4 compatibilidade com o IPv6. Eles usam esta plataforma a uns 30 anos e não sentiam a necessidade de mudança.

“Isso realmente evidencia o fracasso da rede no nível mais básico de inovação, apesar de a nível visível, ela ter experimentado uma inovação inacreditável”, diz Jon Crowcroft, professor do laboratório de informática  da Universidade de Cambridge.

Ele ressalta que as atuais preocupações sobre o espaço IPv4 realmente não afetam aqueles que já têm um endereço, e sim só aqueles que precisam de novos números de endereçamento IP. Por isso, é um problema menor para os ISPs que já empilham blocos de endereços IPv4.

“Por que alguém com o IPv4 preocupar-se-ia com este esgotamento físico do número IP? Está tudo funcionando, e não houve nenhuma catástrofe grande, terrível”, diz Crowcroft. “Mas será interessante ver como esta lenta degradação das coisas [afeta] novos usuários.”

“Os novos usuários”, neste caso, poderia significar nações com populações em rápida expansão on-line. Estes países poderão enfrentar problemas significativos se a sua alocação de endereços IPv4, não consegue corresponder ao seu apetite para a crescente conectividade. Países como a China já estão começando a concentrar-se no suporte IPv6, como resultado novas locações da Internet estão sendo criadas e que estão, efetivamente, inacessíveis a partir nas locações do mundo que usam apenas IPv4.

Embora a idéia de balcanização Internet pode parecer preocupante, na prática isso ainda não é uma questão premente para os ISPs no Ocidente. Há, no entanto, uma área onde as nações ocidentais pode começar a sentir o aperto quanto ao lance da  Internet das coisas.

Referências:

Internet das Coisas. Wikipédia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Internet_das_Coisas

Tradução livre com adaptação de tradução terminologica do blogger do artigo sob o título original: “It’s official: The Internet just ran out of addresses”. Artigo original publicado no CSMonitor.com. Seção de Revisão de Tecnologia. Autoria de  Bobbie Johnson

URL original encurtada da publicação do CSMonitor.com em 9/2/11 : http://migre.me/3QGDl

Sobre Jackson Guterres

Sou um Cientista Cristão brasileiro atuando como Praticista da Ciência Cristã na cidade de Salvador, capital da Bahia, no Brasil.
Esse post foi publicado em Internet das Coisas e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s