Memorial TRT4 e Relatório da Comissão Nacional da Verdade

#RegistroMemorável

O Memorial do TRT4 recebeu da Rede Memórias Reveladas – da qual é parceiro desde 2010 pelo Acordo de Cooperação Técnica TRT nº 84/2010- versão impressa, em três volumes, do Relatório Final da Comissão Nacional da Verdade (CNV), para ampla difusão e estímulo à pesquisa e reflexão sobre a ditadura estabelecida pelo golpe de Estado de 1964.
O acervo da Comissão Nacional da Verdade, constituído de fotografias, vídeos e relatórios parciais/temáticos, foi recolhido ao Arquivo Nacional para integração ao Centro de Referência Memórias Reveladas e seu acesso digital se dá tanto pelo endereço eletrônico www.memoriasreveladas.gov.br, na sessão “comissões da verdade”, como pelo http//cnv.memoriasreveladas.gov.br.

Comissão Nacional da Verdade

O Memorial da Justiça do Trabalho no RS reafirma o compromisso pactuado com o Arquivo Nacional no sentido de dar continuidade ao trabalho de preservação e divulgação de documentos e ações referentes ao período da ditadura militar no Brasil, “para que não esqueça, para que nunca mais aconteça”.

Assista ao vídeo produzido pelo Memorial em dezembro de 2014 sobre o tema em Justiça do Trabalho no RS e o Projeto Memórias Reveladas (1964-1985)

Veja mais em Série Registros

No dia 13 de dezembro de 2010, foi publicado no Diário Oficial da União o Acordo de Cooperação Técnica TRT nº 84/2010, firmado entre o TRT4 e o Arquivo Nacional, visando à participação do TRT4 no projeto Memórias Reveladas.

O Centro de Referência das Lutas Políticas no Brasil, denominado “Memórias Reveladas”, foi institucionalizado pela Casa Civil da Presidência da República e implantado no Arquivo Nacional, com a finalidade de reunir informações sobre os fatos da história política recente do País.

O objetivo central do projeto é o de fazer com que este centro de referência torne-se um polo difusor de informações contidas nos registros documentais sobre as lutas políticas no Brasil nas décadas de 1960 a 1980.

Nele, fontes documentais são gerenciadas e colocadas à disposição do público, incentivando a realização de estudos, pesquisas e reflexões sobre o período, viabilizando o cumprimento do requisito constitucional de acesso à informação a serviço da cidadania.

A incorporação do TRT4 a esta rede permitirá à população conhecer documentos do Poder Judiciário referentes àquele lapso de tempo, fornecendo subsídios sobre a atuação da Justiça do Trabalho na regulação dos conflitos entre o capital e o trabalho.

Fonte: Memorial TRT4 fev/2018

Sobre Jackson Guterres

Sou um Cientista Cristão brasileiro atuando como Praticista da Ciência Cristã na cidade de Salvador, capital da Bahia, no Brasil.
Esse post foi publicado em ARQUIVO NACIONAL, MEMÓRIAS REVELADAS, TRT 4ª REGIÃO e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s