Dia Internacional dos Arquivos, a DUA e o protagonismo social do Arquivista

Arquivos, Cidadania e Interculturalismo” é o tema anual alusivo ao Dia Internacional dos Arquivos, na mensagem do presidente do ICA, David Fricker, clique no tema para ler a mensagem em inglês no portal do ICA. Clique aqui – mensagem do Presidente, em espanhol – para uma leitura alternativa. As traduções também estão disponível em PDF para impressão.

Esta celebração anual e mundial,  foi instituída pelo Conselho Internacional de Arquivos – CIA, (ICA – International Council of Archives no dia 9 de junho, como um dia de reflexão/conscientização, individual e coletiva, para toda a sociedade, em especial para os profissionais Arquivistas, gestores, as instituições de ensino superior de Arquivologia, Arquivos e outras instituições a fins, possam revisitar a relevância dos Arquivos para o processo de construção da cidadania, a preservação da memória, da identidade, bem como para a interpretação da sociedade e como elemento chave na gestão da informação nas empresas, bem assim um suporte aos direitos humanos, em especial ao direito de livre acesso à informação.

A DUA: como uma Declaração Universal, aberta e esclarecedora sobre a relevância dos Arquivos e dos Arquivistas para a Sociedade.

Assim com o a Declaração Universal dos Direitos Humanos tem uma relevância imprescindível para a humanidade, a Declaração Universal sobre os Arquivos, é um documento aberto relevante, não só para os Arquivista, mas especialmente para toda a sociedade, como está escrito no próprio texto da DUA onde está realçado que a responsabilidade social da implementação e gestão de Arquivos é um imperativo da coletivo da sociedade como um todo:

a responsabilidade de todos, cidadãos, gestores e autoridades públicas, proprietários ou detentores de arquivos públicos ou privados, arquivistas e outros profissionais do campo da informação, na gestão de arquivos.”

Colabore na difusão da DUA, quer divulgando-a em salas de aula, quer compartilhando com seus pares. Eis o link do baner oficial da DUA cujo texto é uma edição colaborativa bi-nacional entre o Arquivo Torre do Tombo, de Portugal e o Arquivo Nacional, tendo sido o primeiro documento oficial a ser emitido nessa base colaborativa com unificação linguística da língua portuguesa. O baner está em PDF colorido, no portal do ICA e tem o apoio da UNESCO, além da língua portuguesa há 38 outras traduções. Baner oficial da DUA em PDF colorido, em português => DUA – DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE OS ARQUIVOS ICA/CIA UNESCO

DUA

A DUA – DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE OS ARQUIVOS ICA/CIA UNESCO

Registro Profissional de Arquivista. O registro profissional é uma formalidade que colabora para que você possa exercer sua profissão de Arquivista, considere em fazê-lo logo após sua formatura. Esse registro profissional é solicitado como documento para admissão em cargo público de Arquivista e pode servir como fonte de informação para eventuais pesquisas acadêmicas.

Você que é graduado em Arquivologia pode fazer seu registro junto ao Ministério do Trabalho através do do link a seguir: Solicitar Registro Profissional no MTE

Para saber onde fica a Secretaria Regional do Trabalho de sua cidade, acesse: http://portal.mte.gov.br/portal-mte

A seguir um excerto de uma publicação no site de notícias RTP de Portugal, mantive o texto original sem adaptação linguística:

“O Dia Internacional dos Arquivos foi instituído pela assembleia-geral do Conselho Internacional de Arquivos, em 2007. A data coincide com a criação, a 09 de junho de 1948, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), do Conselho Internacional de Arquivos.
Na Declaração Universal sobre os Arquivos, pode ler-se que estes “registram decisões, ações e memórias”, e que “são um património único e insubstituível, transmitido de uma geração a outra”.
Segundo a mesma declaração, ratificada por Portugal, os “documentos de arquivo são geridos desde a criação para preservar seu valor e significado”, e os “arquivos são fontes confiáveis de informação para ações administrativas responsáveis e transparentes”. O texto internacional afirma que os arquivos “desempenham um papel essencial no desenvolvimento das sociedades, ao contribuir para a constituição e salvaguarda da memória individual e coletiva”, e defende “o livre acesso aos arquivos”, pois “enriquece o conhecimento sobre a sociedade humana, promove a democracia, protege os direitos dos cidadãos e aumenta a qualidade de vida”.

Fonte: Cidadania e interculturalismo” é o mote do Dia Internacional dos Arquivos. RTP Notícias – Portugal, 09/6/2017

Sobre Jackson Guterres

Sou um Cientista Cristão brasileiro atuando como Praticista da Ciência Cristã na cidade de Salvador, capital da Bahia, no Brasil.
Esse post foi publicado em ARQUIVÍSTICA SOCIAL, ARQUIVO SOCIAL, DIA INTERNACIONAL DOS ARQUIVOS e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s