Justiça do Trabalho usa redes sociais para cumprir decisões

Em menos de um terço dos casos da Justiça do Trabalho, os valores determinados nas decisões judiciais são pagos aos credores. O cumprimento emperra na fase de execução e as redes sociais têm sido usadas para reduzir este índice.

A grande dificuldade está em localizar os réus e os bens que serviriam como garantia para a quitação da dívida.

As redes sociais ajudam a achar endereços de bens. O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região usa sites como Facebook, Orkut, Twitter e LinkedIn.

Outros bancos de dados e ferramentas eletrônicas usados são convênio com Receita Federal, Banco Central, Junta Comercial do Rio Grande do Sul e Ministério da Justiça.

Ricardo Fioreze, juiz gestor da execução na 4ª Região Trabalhista, alerta, no entanto, que o devedor age de má-fé ao burlar esses sistemas, como o uso de “laranjas” para ocultar patrimônio ou evitar o próprio nome para manter valores em bancos ou fazer transações imobiliárias.

Fonte: Clipping TRT 4ª Região

Sobre Jackson Guterres

Sou um Cientista Cristão brasileiro atuando como Praticista da Ciência Cristã na cidade de Salvador, capital da Bahia, no Brasil.
Esse post foi publicado em JUSTIÇA DO TRABALHO, TRT 4ª REGIÃO e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s