AARS Newsletter 129 – Convocatória para Assembleia Geral – 15/6 – vamos nos ver!

Prezado Associado,

Na próxima semana, dia 15/06/2012 (sexta-feira), a AARS realizará sua Assembleia Geral Ordinária, no Auditório Marco Tramontini, no Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul – APERS.

Primeira chamada às 18h; segunda chamada às 18h30.

Pauta: Aprovação do Relatório de atividades e Prestação de contas do exercício de 2011; Informes gerais ou comunicações.

Você também pode aproveitar para colocar em dia sua anuidade! Nosso e-mail voltou! Contate-nos: contato@aargs.com.br 

MESTRADO EM ARQUIVÍSTICA EM MADRI

A Universidad Carlos III de Madrid abriu inscrições para o Mestrado em Arquivística, até dia 27/07/2012.

http://www.uc3m.es/portal/page/portal/postgrado_mast_doct/masters/mu_archivstica

Diálogos entre história, patrimônio e educação

Seminário que acontecerá nos dias 12 e 13 de junho de 2012 na FURG, Campus Carreiros, em Rio Grande. Confira a Programação: http://seminariodialogos.wordpress.com/2012/05/15/apresentacao/

Curso de Extensão “Educação, Cultura e Acessibilidade” – FACED/UFRGS

Curso de Extensão “Educação, Cultura e Acessibilidade”, que acontece na Faculdade de Educação da UFRGS. As aulas serão ministradas pelos professores coordenadores Felipe Leão Mianes e Mariana Baierle Soares e por professores convidados. Os encontros ocorrem nas terças a noite, de setembro a novembro. Mais informações pelo link:http://cursoeducabilidade.blogspot.com.br/

Arquivo Público do Pará

O CONARQ tem recebido denúncias a respeito das más condições em que se encontra o Arquivo Público do Estado do Pará – APEP, por meio de e-mails dos funcionários do APEP e também por meio de notícias publicadas em blogs, redes sociais, jornais, informativos, além de moção do legislativo paraense.

Segundo as referidas denúncias são problemas de toda a ordem que demonstram a precariedade das instalações: descontrole da temperatura e umidade, estrutura física e elétrica antiquíssimas, tendo ocorrido, inclusive, um curto-circuito na madrugada do dia 18 de maio último, que quase incendiou o histórico prédio – importante monumento com mais de 150 anos de história – e o seu acervo.

Além dos problemas de estrutura física, o APEP também sofre com infestações de pragas, como ratos, baratas, formigas, entre outros insetos, e, ainda, outra e principal problemática, segundo as denúncias, destaca-se a desatenção por parte do governo do  Estado do Pará em relação à situação do APEP.

O APEP é o guardião de 400 anos de história (1646 à década de 80 do século XX) tendo sob sua custódia documentos produzidos pelo antigo Estado do Grão-Pará e Maranhão e, posteriormente, Estado do Grão-Pará e Rio Negro. São cerca de 4 milhões de documentos organizados em diversos fundos que cobrem os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, possibilitando investigar uma ampla variedade de temas, como, por exemplo, a escravidão negra, o trabalho indígena, os usos e formas de acesso a terra, estatísticas sobre a população e a produção local, imigração, colonização, administração, legislação e suas aplicações, bem como a evolução da região. O APEP tem sob sua custódia, um fundo da Secretaria da Capitania, a mais antiga documentação do acervo da instituição e que foi reconhecida pela UNESCO com o selo Memory of the World – MoW devido ao seu inestimável valor histórico e cultural.

Face ao exposto, o CONARQ informa que encaminhará ad referendum do Plenário do CONARQ, ofícios ao Ministério Público Federal, Procuradoria da República no Pará, ao Governador e Secretário de Cultura  do Estado do Pará e ao IPHAN Pará, solicitando o apoio destes para a recuperação física e patrimonial do APEP.

Site do APEP: http://www.apep.pa.gov.br/    |   Leia mais: Manifestantes denunciam abandono do Arquivo Público do Pará

Edital Memória do Mundo Brasil – 2012: candidaturas devem ser enviadas até 06 de julho de 2012

O Comitê Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo da UNESCO – MOWBrasil lançou, no dia 16 de março, o Edital MOWBrasil 2012, para candidaturas de documento ou conjunto documental de natureza arquivística ou bibliográfica, de gênero textual (manuscrito ou impresso), audiovisual (filme, vídeo e registro sonoro), iconográfico (fotografia, gravura e desenho) ou cartográfico, em suporte convencional ou digital, à nominação no Registro Memória do Mundo do Brasil. Leia mais

Especialista se diz impressionado com adesão à Lei de Acesso à Informação

Canadense radicado no Brasil, o pesquisador Gregory Michener, do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec), em Minas Gerais, é um especialista em leis de acesso à informação. Em 2010, na universidade do Texas, em Austin, Michener concluiu tese de doutorado sobre o tema, com foco na América Latina. O trabalho envolveu 80 entrevistas em seis nações, incluindo o Brasil. Por telefone, ele fez uma avaliação da aplicação da norma no país. Confira

Sobre Jackson Guterres

Sou um Cientista Cristão brasileiro atuando como Praticista da Ciência Cristã na cidade de Salvador, capital da Bahia, no Brasil.
Esse post foi publicado em EVENTOS LOCAIS AARS, NEWSLETTER AARS e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s