Arquivista é um ator social interativo no agora, mas vidrado no amanhã!

Fractal - Teoria do Caos

Yessssss, recebi a notícia de que nossos TCCs estão sendo enviados ao LUME da UFRGS aguarde só mais um pouquinho….

A arquivística social é uma proposta de abrir os horizontes da arquivologia convencional para olhar para além da janela dos prédios dos Arquivos público e da grade curricular. Tudo bem,  pode ainda ser algo imponderável dentro dos rígidos parâmetros da academia, mas algo em mim me faz persistir nesta nova plataforma de repensar e revisitar os conceitos clássicos da arquivologia de olho no futuro. Em direção a novos suportes, eletrônicos, virtuais, holográficos…estamos preparados para estas novas realidades que já estão por ai? Parafraseando Terry Cook um total upgrade de conhecimento na arquivologia é uma questão que interessa a sua própria sobrevivência!

Estamos realmente conscientes do Poder dos Arquivos, segundo postula RANDALL C. JIMERSON. Voltarei a falar nele e suas ideias revolucionárias e paradigmáticas noutro post!

A arquivística social tem seu olhar voltado para o modo como os usuários buscam as informações via Internet e buscando adequar os serviços de arquivo para estarem mais próximos do modo como o usuário está habituado a interagir na busca de conhecimento via Internet, web social e networking. Vide a proposta: CGU – Cataloging Generated by User, apresentada por Michael Cook na oficina ARMReN,  apoiada pela UNESCO em 2007, ou seja, em português, a Catalogação Gerada pelo Usuário – CGU. Daria um outro post bem legal…

Ao meu olhar as palavras de ordem da arquivística social são: processo sistêmico, visão, interatividade, interoperabilidade, usabilidade, web 2.0, conectividade, convergência, omnivisão, transfronteira, processo de imaterialização dos suportes, Arquivologia 2.0, ciberespaço, cibercultura, ciberdemocracia, web semântica, metadados, Moreq, redes sociais, networking, etc… Você está ligado?

Uma prova de que precisamos repensar todo o modus operandi atual de como temos feito as coisas no modo totalmente tradicional, é o vídeo abaixo, que mostra um dia no que ainda podemos chamar de futuro. Aprecie e pense na arquivística social como um chamado à remodelação, a novos paradigmas e a ampliação do espaço da pesquisa na arquivologia… Ou tudo isso pode ser uma mera provocação!!! Será???

Ah e se alguém achar uma folha de papel sequer em alguma cena, por favor me de um toquinho!!!

Sobre Jackson Guterres

Sou um Cientista Cristão brasileiro atuando como Praticista da Ciência Cristã na cidade de Salvador, capital da Bahia, no Brasil.
Esse post foi publicado em Arquivística Social - o futuro dos arquivos e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s