Um arroubo semântico do Google tradutor!

Um arroubo semântico do Google tradutor!

Como especialista da informação, graduado em arquivologia pela FABICO/UFRGS, tenho uma noção de como funciona o aplicativo de tradução da Google. Em linguagem simples existe uma base de dados com as principais palavras e expressões e um algoritmo para realizar a melhor tradução automatizada possível, limitada as expressões que já têm sido processadas e fazem parte desta base incremental para cada idioma, sendo aprimorada pelas sugestões de tradução dos próprios usuários.

No dia 16 de fevereiro de 2011, na parte da manhã, aconteceu um fato inusitado enquanto estava usando o tradutor da Google para realizar a tradução de expressões religiosas do português para o espanhol. Até ai nada de mais.

Ocorre que usei uma expressão que integra a terminologia da Ciência Cristã, religião que sigo desde a infância. A expressão foi “Ciência da Mente” o que é uma expressão que tem como sinônimo Ciência divina, para se ter uma noção elementar. O que é bem diferente se escrito com minúscula ‘ciência da mente’, onde mente teria como sinônimo o pensamento ou mentalidade humana! Significado totalmente diferenciado!

O que aconteceu de tão intrigante?  Aconteceu o seguinte o Google traduziu “ “Ciência da Mente” como “Ciencia Cristiana” esta tradução seria impensável e imponderável para que um programa automatizado pudesse fazer, foi surpreendente. Por que? Pela simples razão de que é um tipo de conhecimento relativamente profundo no qual é feita uma associação entre expressões peculiares, usadas pela descobridora e fundadora da Ciência Cristã: Mary Baker Eddy, associação sinônimas que são encontradas publicadas no texto de alguma de suas obras autorizadas, a maioria delas ainda sem tradução em português e não estão publicadas na Internet.

Em tese, o que aconteceu, foi uma tradução que, no meu olhar, extrapolou a inteligência artificial clássica, tangenciando uma web semântica ainda em fase de estudo nas universidades, inclusive na FABICO/UFRGS, que ainda estamos pesquisando e aprendendo a sua melhor utilização para gerar conhecimento e ferramentas de busca de altíssima qualidade de retorno com informações qualificadas e com o mínimo de informações irrelevantes, com base no significado semântico das palavras que os usuários desejam encontrar via buscadores, por exemplo.

Qual o motivo do arroubo? É simples, a tradução deveria ter sido simplesmente “Ciencia de la Mente”, entretanto a resposta foi surpreendente por que o tradutor foi capaz de buscar uma expressão sinônima, muito peculiar e integrante da terminologia da Ciência Cristã que foi “Ciencia Cristiana” – com o uso apropriado e perfeito das letras iniciais em maiúscula por significar um nome próprio.

A hipótese de ter sido uma obra do cache do navegador da Internet Google Chrome, fica derrubada, haja vista que estou usando um Notebook novo e foi a primeira vez que usei esta expressão no tradutor.

Devo confessar que fiquei surpreso com este quase estado da arte da web semântica. Aqui vai um Print Screen do Google Tradutor como testemunho desta incrível façanha do tradutor automático da Google! Simplesmente inacreditável o estado de excelência conquistado nesta ferramenta web, que já se tornou imprescindível!!!!

Sobre Jackson Guterres

Sou um Cientista Cristão brasileiro atuando como Praticista da Ciência Cristã na cidade de Salvador, capital da Bahia, no Brasil.
Esse post foi publicado em Coisas da Google e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s